quinta-feira, 9 de março de 2017

INUNDAÇÕES EM CAMPOS DO JORDÃO


    Será que estou vendo certo? Os trechos inundados mostram o leito ferroviário bem acima das águas. A ferrovia foi feita em 1924. A cidade veio depois, com as avenidas margeando a ferrovia por muitos quilômetros, pelo menos desde a Abernessia até Capivari. 
    Ninguém considerou que as ferrovias são localizadas acima do nível dos rios, numa previsão de 100 anos de inundação? Desde 1924 os erros de ocupação do solo abaixo do nivel de inundação, seja dos particulares ou do poder público já estava previsto. Então, reclamar do que?
    Mas, ainda podemos aprender com as ações e obras do passado. Mais ou menos nessa época, nos EUA, na cidade de San Antonio, um rio que provocava constantes inundações pois atravessava o centro da cidade, recebeu um by-pass ( desvio) do excesso de águas, por meio de um túnel contornando o centro. Foi feita também uma represa para ajudar a conter as águas e para suprir épocas de estiagem.
    Sem o excesso de águas, o rio ficou "domesticado", com o nível de água constante, e daí propiciou o uso das margens para atividades de recreio. As margens do rio foram ocupadas por calçadões, restaurantes, jardins, hotéis, lojas e outros usos. No nosso caso, a ocupação de faixa non-aedificandi teria que ser adaptada para essas condições especiais. O rio tornado um grande lago linear, recebeu barcos de lazer, de turismo e de pedalinhos.
    Vamos aprender de planejar nossas cidades? Vamos utilizar os potenciais da natureza e respeitá-los?

Nenhum comentário:

Postar um comentário